Trabalhando com Project e Portfolio Model Canvas

A implantação de modelos de Portfólio e Project Model Canvas pelo Professor José Finocchio Jr. tem gerado bastante assunto nos grupos de gerenciamento de projetos recentemente. Aproveitando a onda e pensando no piloto que farei, resolvi construir uma planilha que me auxiliará no final do workshop que realizarei sobre projetos para 2014 utilizando estas duas metodologias.

Boa Leitura!

Quando iniciei o blog, minha principal intenção era facilitar com ferramentas os “PMIsmos” da nossa profissão e transmitir para pessoas que entendem de outras áreas do conhecimento a metodologia de gerenciamento de projetos, portanto, o foco sempre será no stakeholder e na forma como ele vê as coisas. Para isso não encontrei metodologias nem ferramentas melhores do que esta que o professor Finnochio desenvolveu e que está totalmente relacionada a metodologia do Design Thinking que tem sido tão elogiada entre os mestres da inovação.

PROJECT MODEL CANVAS 

É um framework bastante robusto para auxiliar na concepção de projetos e mapeamento de necessidades de alto nível, sem o preenchimento de inúmeros documentos, formulários que tornam o processo lento e burocrático permitindo com que os stakeholders participem da concepção do plano sem conhecimento específico em gerenciamento de projeto.

PORTFOLIO MODEL CANVAS

Permite rapidamente inventariar projetos da organização, resultado da metodologia Project Model, priorizá-los de acordo com objetivos estratégicos e restrições comuns no gerenciamento de recursos e custos. Além disso é possível racionar recursos críticos construindo uma agenda de projetos minimamente sequenciada.

COMO UTILIZAR A PLANILHA:

  1. As 10 primeiras abas da planilha representam 10 projetos resultado da aplicação da metodologia Project Model Canvas (conheça a metodologia no site do Project Model Canvas);
  2. Estes projetos serão relacionados automaticamente na aba “INVENTÁRIO” que servirá para todo o restante do processo;
  3. Antes da priorização, será necessário mapear os objetivos estratégicos da empresa e classificá-los para quer os pesos sejam aplicados corretamente no alinhamento dos projetos com estes objetivos;
  4. Na sequência é preciso classificar a contribuição que os projetos trazem aos objetivos da empresa para que a planilha consiga gerar a “TAXA DE ALINHAMENTO ESTRATÉGICO”. Esta taxa será utilizada na priorização;
  5. Os parâmetros do “SOLVER” já estão cadastrados na planilha, basta apenas clicar no botão “SOLVER” e aguardar o cálculo do melhor cenário (melhor combinação de projetos para atender os objetivos estratégicos da empresa). O Resultado será uma lista de sinais verdes para os projetos que serão priorizados, e uma lista de sinais amarelos para os que aguardarão;
  6. Para finalizar, na aba “PROGRAMAÇÃO” você poderá ver quais são os recursos críticos (lembrando que é apenas uma validação de texto, portanto, “Gerente de Projeto” é diferente de “Gerente de Projetos”) e poderá construir um novo cronograma, da forma que desejar;
0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

“É preciso sair da ilha para ver a ilha. Não nos vemos se não saímos de nós.” (José Saramago)

2013 - 2020

Fale comigo!

Certeza que na primeira oportunidade responderei a mensagem!

Enviando

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?